Dummheit

Eu não aguento mais falar de relacionamentos. Eu não aguento mais me decepcionar. Mas parece que eu cavo buracos. É uma decepção atrás da outra. As coisas têm que ser muito difíceis. Credo! E pensar que eu já acreditei ter a palavra descomplicada tatuada na minha testa. Não posso afirmar se quem complica sou eu ou se são eles, mas já deu, né? Sim, já deu.

Na verdade, o que explica a atitude das pessoans, hein? Porque agem como se aqueles que os rodeiam fossem seres impensates e insensíveis. Olha, só um aviso: não somos. Sentimos tanto quanto vocês. E com muito mais intensidade – aí falo só por mim. Porque quando eu amo, eu amo demais. E quando eu odeio, saia da minha frente. Não queira ser odiado por mim. É feio. Me doi tanto quanto a perda de um grande amor – ou mais.

Hoje estou sem entender. Mesmo. E olha que eu gasto horas com terapia… E ainda assim não resolve…

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s