Meu Querido Diário

Hoje é um dia muito triste. Acredito que tenha conquistado meu primeiro zero do ensino superior. Peguei uma prova de FísicaII e notei que não sabia resolver 4/5 das questões. E não tenho a menor segurança de que a questão que fiz esteja correta. Que bosta!

Advertisements

chove chuva, chove sem parar…

E eu adoro. Adoro mesmo. Eu nunca vi alguém gostar tanto de tempo nublado/chuvoso e frio como eu. Primeiro, adoro poder sair de casa sem sentir que sou um vampiro se desintegrando à luz do sol. Segundo, tem coisa mais fofinha que roupa de frio? E fora a possibilidade de poder sair de casa de botinha, só porque não quero que meu pé fique molhado. Tem coisa mais charmosa que bota?

Agora, chuva provocada pela chegada de uma frente fria na segunda-feira pela manhã é maldade demais com o ser humano! Vamos deixar claro que dias frios e nublados são uma ótima desculpa para ficar em casa bebendo vinho, comendo queijo e usando o edredom enrolado ao corpo como única peça de roupa, né? Mas, na segunda-feira de manhã, eu preciso acordar com o sol maldito na minha cara – uma forma singela de a semana me avisar que começou, que fim de semana é passado e que está na hora de ir para a faculdade [tentar] aprender alguma coisa e que o dia só acabará às 20h30, quando eu terminar de lecionar minha última aula.

Vai dizer que não é maldade demais acordar na segunda-feira com o barulhinho da chuva e a certeza de que o dia será molhado até à noite?

Angst

About five years ago I was in a car accident with 2 other people. I was the driver. The car wasn’t mine – the owner was sitting right beside me. I rather not tell the reason why the car rolled over, but I am sure it wasn’t entirely my fault – or maybe it wasn’t my fault at all.
Well… the accident was pretty bad and I was taken out of it by my friend, who was sitting behind me, while the car was on fire. Someone came out of nowhere and put the fire out.
One of the reasons of the car accident was actually sitting on my right side. And I am really afraid of him. Although five years have passed since the accident, I still get pretty scared. And I saw him yesterday. I am still scared.
Will someone hold me and tell me everything is gonna be ok?