regen und meer

Adoro quando chove e a sujeira da rua fica presa ao asfalto, sem subir, com o vento, para a minha casa. Sinto enorme vontade de abrir a varanda e sentir a umidade entrar nariz adentro e o vento casa afora.
Adoro esse vento sul que vem com as frentes frias e refresca o Espírito Santo inteiro, sempre tão quente durante o ano…
Adoro observar as gotas de chuva no vidro da janela, de casa ou do carro. Assim como adoro tocar o vidro gelado por conta da chuva.
Adoro como chuva combina com sorvete, mesmo quando está frio. E também como combina com filme, vinho, pipoca, queijo e cobertor.
Adoro guarda-chuvas coloridos, que contrastam com o cinza do céu e o molhado da rua.
Adoro sonhar com alguém que me acompanhe nos meus estranhos hábitos de chuva.
Adoro saber que a água que cai na rua é lindamente encaminhada para o mar.
Adoro cheiro de chuva. E o cheiro do ar antes da chuva. Adoro o cheiro da chuva distante.
Acho lindo como os morros ficam de chapéu quando chove – e adoro saber que vai chover ao vê-los cobertos.
Adoro a luminosidade do dia chuvoso, a baixa luminosidade.
E adoro a vontade de fazer nada e só comer para sempre. De esperar a comida chegar até em casa. Ou a torcida para que as ruas alaguem e eu não precise ir à aula no dia seguinte.
Ok, vocês entenderam, eu adoro a chuva.

Advertisements

times are hard

And I don’t really know why.  This time I’m clueless.
Ok. I’m lying. I know exactly why I am sad. But everytime I start telling people how I feel and why, people keep telling me I shouldn’t feel like this.
Hey, let me tell you something: those are my feelings and nobody can control them.

Anyway, gonna take a shower and try to wash away my pain.

deixe a vida me levar

vida leva eu.

Ontem eu fui à festa de despedida/aniversário de uma amiga. Ela e o namorado pediram demissão de seus empregos e passarão um ano viajando pela Europa e Ásia. Admiro muito a coragem e também o lugar em que chegaram. Afinal, é preciso ter muita segurança para acreditar que, depois de um ano ausente do mercado, se irá conseguir emprego. Eles conseguirão.

Em meio a diversas conversas com essas minhas amigas que amo tanto, veio o comentário de que os 30 se aproximam. Mas… e daí? Bom, o tempo passa e passa para todos. E existem alguns sinais que me dizem, todos os dias, que a vida passa para mim: tenho 3 sobrinhos, meus irmãos já se casaram, minhas amigas se casaram ou estão noivas, eu já me formei e comecei outro curso… e estou encalhada.

Ok. Acabo de alcançar minha crise de meia idade.

Sempre falei que não curto fazer muitos planos para o futuro. Que a vida se constrói sozinha e eu tenho mais é que viver o presente. E eu vivo mesmo o presente, mas… quando eu paro e penso sobre a minha vida futura e só me vejo sozinha, bate certa solidão…